sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Counseling



Counseling




Em primeiro lugar, reconheçamos que existe hoje, onipresente entre nós, uma enorme falta de credibilidade nos mais velhos, nos que dizem “eu sei, ou “eu já passei por isso”“. De fato, hoje é até ao contrário, são os jovens que levam a bandeira da atualidade e, para espanto e reverenciosa surpresa dos mais velhos, vão à frente abrindo caminhos e mostrando posturas novas aos decanos.



O Counseling individual é a solução que melhor integra benefícios e custos. É uma intervenção extremamente eficaz, consistindo num atendimento personalizado para os participantes melhorarem suas áreas de dificuldade. O Counseling é conduzido em entrevistas que são um misto de um ombro amigo, de um ambiente seguro onde a pessoa pode falar de suas dificuldades, de orientações específicas e de um local onde as alternativas podem ser debatidas sem receio de críticas. É, enfim, um recurso que leva ao crescimento profissional e pessoal, onde a empresa e o profissional ganham.



Para o sucesso do Counseling, é preciso que a pessoa queira enfrentar e resolver suas áreas de dificuldade, bem como a empresa esteja disposta a investir nesta mudança. Ele vai mostrar a real situação da pessoa, seus potenciais e limitações, vai construir a visão do que alcançar, avaliar as possibilidades de atingir os resultados e priorizar as alternativas de ação. No Counseling não se dão conselhos. Antes, é conduzido de forma a que a pessoa possa ter uma visão ampliada de seu momento.



O Counseling é uma abordagem inovadora que integra as pessoas e a empresa na busca da saúde, competência e crescimento. Em geral, com algumas poucas reuniões, o participante tem o fortalecimento pessoal para ele mesmo agir e transformar seu comportamento, com um impacto imediato em seu trabalho e em sua vida pessoal. Em casos de dificuldades mais profundas, poderá ser necessário um trabalho mais extenso. O Counseling disponibiliza as pessoas um “personal trainer emocional”, ajudando a transformar aprendizagem em ação concreta.



Para o sucesso da empresa é necessário que os executivos e profissional-chave estejam equilibrados e energizados, para poderem desempenhar com excelência os seus papéis. O Counseling é um caminho rápido e eficaz para isto.


Com certeza, a persistência é o caminho para atingir o sucesso profissional e pessoal. Pessoas persistentes têm sempre maiores possibilidades de chegar ao seu sonho. A persistência é um patrimônio que eleva as condições do indivíduo numa disputa por um cargo ou por um amor; é ela quem cria as grandes mudanças da humanidade, pois sem persistência, os gênios não inventariam nada, os descobridores desistiriam no meio do caminho e o homem não andaria sobre duas pernas.




É possível ser autoconfiante e persistente em uma sociedade economicamente tão desigual e em um mercado de trabalho instável pois é na desigualdade e na instabilidade que vivem as melhores oportunidades. Mercados excessivamente estáveis, com altos níveis de previsibilidade como os do primeiro mundo, podem até passar segurança, mas não oferecem oportunidades como o nosso. Ter autoconfiança e persistência no Brasil pode levar uma pessoa simples e criativa a descobrir um novo nicho de mercado e ficar rica. A persistência é, sem dúvida, a essência de um vencedor. Aquele que persiste e sabe enfrentar os desafios, usando sua força como alavanca, chega mais rápido e mais longe



As frustrações e as decepções são, muitas vezes, resultados de ações persistentes sem direcionamento planejado. Existem, é claro, situações inesperadas, que causam transtornos e frustram a nossa vitória, como aconteceu recentemente no Grande Prêmio de Fórmula 1 de Barcelona, quando Hakinen ia vencer a corrida e, na última volta, faltando alguns metros para a reta de chegada, o motor quebrou, e ele não completou a volta, dando vitória a Michael Schumacher. Foi realmente uma cena de azar, mas momentos como este são ainda uma exceção. Na maioria das vezes, a frustração é plantada, fertilizada e adubada para um dia ser colhida, ou seja, é um processo longo, que por isso pode ser evitado. O problema é que ficamos protelando a ação de interromper o fluxo normal das coisas. Por exemplo, existem casais que não se amam mais e ficam juntos apenas para manter as aparências para a família, ou porque tiveram um filho e agora são inseparáveis, ou ainda porque acreditam que depois de três anos a paixão acaba, e todos os casamentos do mundo são como o dele, sem nenhuma emoção. No trabalho acontece a mesma coisa: reclamamos do chefe, do salário, do lugar e criamos 1.000 maneiras de agüentar aquela situação desagradável. Para que? Para um dia ser mandado embora ou pedir a conta e perceber que perdeu tempo demais? Ou sentir que você correu, correu e morreu na praia? Decepções amorosas são sinais claros de erros cometidos. Algumas alertam os erros dos outros, e outras os nossos erros. Saber distinguir quem foi o causador ajuda a prevenir uma frustração maior



Desanimados, nunca chegaram ao sucesso! Desacreditados, depende. Muitas vezes o desacreditado, o ignorante, aquele que é um excluído por não ter capacidade, pode ter sucesso. Existe uma frase muito famosa que diz que "Por não saber que era impossível, ele foi lá e fez". Muitas vezes, os mais capacitados são excessivamente cuidadosos e não se atrevem a ultrapassar limites. Criam uma barreira invisível, que os impede de ir além. É o caso de executivos que estão nas empresas há 20 ou 30 anos, trabalhando no mesmo setor, tão focados e se considerando tão competentes que desprezam alternativas óbvias. Já um estagiário, quando entra em um departamento, sabe que vai errar, que isso é normal e, por isso, tem ações mais ousadas, podendo descobrir soluções e tendo sucesso.



Para chegar ao sucesso, é melhor sonhar e viver a realidade. Sonhar é almejar, desejar de coração. O sonho é movido pela realização plena, é pura emoção e adrenalina; o sonho tem nome e é a essência da vida. Mas viver sonhado acordado também não traz sobrevivência ao indivíduo. A vida real é dura, e para manter-se na competição precisamos ter os pés firmes no chão. O ideal é ter equilíbrio, trabalhar o presente e sonhar grande com o futuro. Tenha sempre sonhos grandes e as realizações serão enormes também.



O equilíbrio está em ter paciência e comemorar os pequenos sonhos que a vida nos oferece. Muitas vezes, temos sonhos grandes e estes demoram para se tornarem reais, e como não desanimar neste caminho? Alimentando-se de sonhos menores, a alegria dos filhos, um dia de trabalho bem realizado, o beijo da sua mulher, um fim de semana na praia... Ter uma vida equilibrada é exatamente saber viver o presente sem esquecer dos sonhos

Um comentário:

  1. Amiga, excelente sua postagem, não consegui seguir o site blog.

    Bjo.

    ResponderExcluir